GERENCIAMENTO DE PROJETOS

TEMPO-DINHEIRO-OBJETIVOGerenciamento de projetos faz parte da matéria administração de empresas. Ele que organiza os processos onde há a execução de um PROJETO. O projeto, diferente de uma empresa, é transitório pois tem COMEÇO, MEIO e FIM. Ao contrário de uma empresa que não queremos ou não pensamos no seu fim. Quando falamos em elaboração e gestão de projetos trabalhamos sempre na tríade Recursos x Tempo x Objetivo.

É preciso atentar para a parte técnica nessa elaboração e consequente gestão. Não é mais possível que se crie e execute projetos mal escritos e mal elaborados. Onde a todo momento são necessárias adequações de orçamento, pessoal, materiais, logística, prazo etc.

Mas isso então não pode acontecer? Claro que pode e claro que acontece. Aliás, é uma das características de um projeto. Um projeto é vivo e diariamente deve ser conferido para as adequações necessárias. E é justamente por isso que não podemos construir projetos mal feitos. Já há um trabalho de adequação. Aumentar essa demanda por falta de planejamento é comprometer o objetivo final.

Para tanto, é necessário a profissionalização. O aprendizado técnico do assunto.
A profissionalização do setor de elaboração e gestão de projetos já acontece há algum tempo nas áreas de TI, Administração, Construções etc. E agora essa profissionalização vem tomando conta também do terceiro setor, setor da economia criativa, setor 2.5, áreas da cultura, turismo, educação e tantas outras. É a hora para aprender.

É uma disciplina nova. Porém “elaboração e gerenciamento de projetos” acontece, e é executada, desde os séculos passados. As Pirâmides do Egito, depois de 2780 a.C., por exemplo, foi um grande projeto com gerenciamento e tudo mais. É claro que sem as regras trabalhistas e as ações dos Direitos Humanos. Nas metas existia a permissão de morrer apenas X pessoas amassadas pelas pedras diariamente. Talvez tentassem diminuir os números apenas para não atrasar os trabalhos.

Pensar na criação de um projeto é importante, mas, tem que haver uma boa justificativa para tal. Os motivos e justificativas são os mais variáveis possíveis. Porém, tem que condizer com o projeto, o resultado e a capacidade técnica dos executores.
Para que aconteça de forma eficiente e eficaz é preciso que se cumpra o que foi projetado.

É este o desafio: planejar e realizar o que se pensou.

Se você gostou, curta e comente. E como sempre digo, conhecimento tem que circular, então, compartilhe.

#PRACEGOVER a imagem do texto é uma foto montagem com um relógio, cédulas de dinheiro, um boneco olhando as horas e uma seta apontando para o objetivo, o escopo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *