OLIMPÍADAS, UM EVENTO GIGANTESCO

VINICIUS E TOMAs Olimpíadas começam oficialmente hoje, dia 05 de agosto e será encerrada dia 21 de agosto. Faz parte dos Jogos Olímpicos de Verão 2016 que  além das Olimpíadas realiza também os Jogos Paralímpicos que acontecerão entre os dias 7 a 18 de setembro.

Para conseguir que a realização fosse aqui, foi uma grande disputa. As votações sempre acirradas e muita articulação e campanha. O Brasil acabou ganhando de Madri, Tóquio e Chicago. Isso lá em 2009. E é tudo tão antecipado que Tóquio já ganhou para 2020.

São ao todo 28 esportes. Dois a mais que em 2012, pois entrou o rugby sevens e o golfe. O total das modalidades chegou a 42. Ao todo são 306 medalhas de ouro para a premiação. Quase 200 países, milhares de atletas e muita, muita gente envolvida nessa produção.

São mais de seis anos de preparação desde a eleição lá em 2009. Um evento desse porte, multi esportivo, mas principalmente dessa dimensão, exige um esforço gigantesco e de todas as áreas. Poder público, empresas e população. São diversas as áreas envolvidas para que ao final tudo aconteça dentro da programação.

O gerenciamento desse projeto deve ser maravilhoso de ver de perto. E com certeza, é um gigantesco “projeto guarda-chuva”, com dezenas de grandes projetos que talvez tenham cada um, outros tantos projetos. Os números são sempre assustadores. Só para escolher o logotipo participaram mais de 130 agências de propaganda. E os mascotes (da imagem do post) também participaram de concursos. Primeiro para serem escolhidos e depois para escolher os nomes. Vinícius (mascote das Olimpíadas) e Tom (mascote das Paralimpíadas) finalmente foram os vencedores.  E a antecedência é tanta que desde 2014 já estão por aí.

Além da organização padrão de um evento esportivo como local, uniformes, medalhas, divulgação, segurança, organização, transporte, sonorização, foto, filmagem, alimentação, hospedagem e outros. É um evento com 42 modalidades, ou seja, 42 vezes essa organização. Além disso acontece em várias cidades, apesar de o Rio de Janeiro ser o principal local.

O cerimonial dos eventos deve ser algo absurdo pois estamos falando de dezenas de chefes de estado e representantes das mais diversas culturas, idiomas e exigências. A assessoria de imprensa e a produção do espaço da imprensa também é um dos maiores vistos até agora em  algum evento no Brasil. Muito maior que a copa do mundo, onde o número de pessoas e países é bem menor.

A estrutura de alimentos e bebidas quase inimaginável. Hospedagem nem se fala. E não estamos falando só dos atletas, estamos falando de todo o staff que compõe essa estrutura. Nacional e internacional. Só de Kimchi coreano foi importado quatro toneladas. O Restaurante e a Vila Olímpica, já são considerados os maiores da história das Olimpíadas.

Vamos falar aqui outras vezes sobre alguns pontos da organização desse gigantesco e maravilhoso evento. Mas é importante também saber que o Brasil lucrou muito sediando os jogos. Claro que se tratando de Brasil provavelmente poderíamos ter lucrado mais. Porém os números são mais animadores do que se pensava.

Há pesquisas, como da FGV por exemplo, que identifica que com as Olimpíadas houve uma melhora no Rio de Janeiro. Apesar das dificuldades da cidade com relação à administração pública, houve queda na pobreza e um aumento do índice de escolaridade, além de um crescimento de 30% da renda percapta. Isso desde que foi anunciado que o Rio iria sediar os jogos. Mas o que piorou mesmo foi o trânsito.

No Brasil, não só com as Olimpíadas, mas também com a Copa do Mundo, houve um grande crescimento na pontuação internacional do Brasil como destino turístico para lazer ou negócios. Esta melhora aconteceu principalmente devido os investimentos em aeroportos, estrutura hoteleira, treinamento e infra-estrutura como  internet e outros.

A marca Brasil, o “branding”, está muito mais valorizada também. Isso gera retorno para trazer turistas e investidores para o país. Claro, se nada acontecer de muito errado.

Com toda a crise política, não podemos desconsiderar que há sim um benefício para o Brasil em sediar este grande evento. Quanto mais estruturados mais estaremos na mira de grandes investidores que em contrapartida irão gerar empregos e movimentar a economia. Mas principalmente para o turismo interno essa foi uma grande melhoria. Basta agora que possamos aproveitar e continuar a exigir que mais e mais seja feito.

O Brasil já é reconhecido internacionalmente como um grande celeiro de pessoas criativas e grandes produtores. Até o FBI veio estudar como o Carnaval da Bahia junta tanta gente e não tem grandes incidentes. Nossos produtores e criadores de eventos e projetos já são até “exportados”.

Precisamos de mais, muito mais. Nossos problemas são muitos. Mas o Brasil é mesmo maravilhoso. Então vamos saudar a esta festa multicultural e ajudar a realizar a maior Olimpíada do mundo até agora. Vamos também torcer por nossos atletas.

ACESSE AQUI O PORTAL OFICIAL DAS OLIMPÍADAS NO BRASIL

Se você gostou curta e comente. Mas principalmente compartilhe, conhecimento tem que circular.

#PRACEGOVER – a imagem deste post é um desenho de dois personagens que são os mascotes das Olimpíadas. Um parecendo um gato com pernas compridas, amarelo com as mãos azuis e outro todo azul com cabelo de olhas, mais baixinho. Estão abraçados. Engraçados e divertidos. 

4 ideias sobre “OLIMPÍADAS, UM EVENTO GIGANTESCO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *